ÚLTIMAS NOTÍCIAS:
A mais completa e atualizada notícia com um novo visual


São mais de 60 cursos de Especializações e MBA, em diversos segmentos de atuação 

profissional, para você escolher!

Venha até a LIVE / FACULDADE DOM BOSCO e confira nossos cursos!

Avenida Amintas Luiz Dutra, 164

Centro de Pinheiro Machado

Fone: ( 53) 3248 - 3021






Barbada da semana: Casa com 2 quartos, garagem e peças muito bem distribuídas 
com excelente localidade no valor de 180.000.00
Aceita financiamento pela caixa.




Com uma estrutura dinâmica e projetada especialmente para atender as demandas imobiliárias, suprindo possíveis lacunas, mantendo a qualidade de atendimento e priorizando a satisfação de nossos clientes.

                     Nossa empresa está realizando o Cadastro Ambiental Rural!!!


Confira também ótimos preços em imóveis:





CASA COM EXCELENTE LOCALIDADE E ÓTIMOS PREÇOS


Linda casa localizada na Rua Doutor Barcellos



Possuímos 9 terrenos para vendas com excelentes localidades e com preços médios de 65.000,00
venha e nos faça uma visita!!









COSTELA DO PEITO - R$ 11,49 KG;
AGULHA - R$ 11,99 KG;
PALETA BOVINA - R$ 13,99 KG;
GUISADO 2ª - R$ 12,99 KG;
FRANGO MATRIZ - R$ 4,99 KG;
LINGUA BOVINA - R$ 7,99 KG;
PERNIL SUINO - R$ 8,59 KG;
ÓLEO SOJA COCAMAR 900ML - R$ 3,29;
AÇÚCAR CRISTAL 2KG - R$ 4,99;
IOGURTE PIÁ LAC BJA 540G - R$ 2,69;
PEPSI 2L L3P2 - R$ 4,99;
CEBOLAOFERTA - R$ 2,50 KG;
BATATA INGLESA OFERTA - R$ 1,99 KG.

A prefeitura Municipal de Pinheiro Machado comunica que a partir da próxima segunda-feira, 27 de junho, os animais soltos em via pública serão recolhidos e apreendidos. Os proprietários ou responsáveis pelos mesmos terão de pagar multa para liberação.

ESCLARECIMENTOS


1- O Município não mais dispõe de depósito municipal para recolhimentos dos animais apreendidos. 

2- Enquanto o Município não dispuser do depósito de que trata o Art 214 do Código de Postura do Município, o recolhimento será realizado por terceiro interessado, mediante termo de cooperação a ser firmado entre as partes.

3- Fica estabelecido que o valor da diária de hospedagem será de R$50,00 (cinquenta reais) corrigidos anulam ente pelo IGPM-GV, sem prejuízo das despesas de alimentação, valor este qu e se reverterá ao cooperado, bem como os custos de transporte das animais até o local do depósito; 

4- Serão recolhidos apenas animais de grande porte, ou seja, Ovinos, Caprinos, Bovinos e Equinos. Não há registro de recolhimento de animais de outros gêneros como cães, gatos e etc.

DÚVIDAS? Clique AQUI e leia o Decreto completo.

Esta semana, pais e alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Dois de Maio, estiveram procurando a equipe informativa do BLOG PINHEIRONLINE, solicitando a divulgação do Estado de Conservação em que se encontra a tela de (proteção) da instituição. 

Na oportunidade, os pais dos alunos relataram que há muito tempo a escola não recebe manutenções por parte do Poder Executivo, e contam que a mesma diariamente é invadida por estranhos que utilizam da quadra esportiva e ainda depredam o patrimônio público. 

Além disso, há registro de animais também invadirem o local, que se encontra bastante sujo. Equinos e Bovinos invadem o local para fazer a sua pastagem. Por um lado é bom, que realizam a poda da escola, já que se encontra suja, por outro, põem em risco pais, alunos, professores e funcionários do local de ensino.

A expectativa é de que a Prefeitura Municipal se sensibilize, e realize troca de telas da escola, bem como a limpeza do pátio, que encontra-se uma vergonha.






A Brigada Militar de Pinheiro Machado, divulgou na manhã de hoje, que os Sargentos Moacir e Pacheco, inauguraram o Patrulhamento Rural e Ambiental no Município de Pinheiro Machado, iniciando pela estrada em direção a Pedras Altas, ERS 608.


 
Mesmo com uma produção de soja que contou com problemas do plantio à colheita, principalmente pelo excesso de chuvas na Metade Sul, em especial na Campanha, o setor do agronegócio tem boas perspectivas para a próxima safra.

Um dos diferenciais para esse sentimento está na valorização no preço do grão, que está próximo (ou já chegou em determinadas praças) a 100 reais a saca de 60 quilos.

Esse cenário otimista para o setor foi reforçado, ontem, em coletiva de imprensa realizada pela Associação e Sindicato Rural. A diretoria da entidade abordou o lançamento do 3º Simpósio Produção de Soja na Região da Campanha e frisou que, mesmo com quebras da safra, a área com a cultura se manterá sem redução.

O presidente da Associação e Sindicato Rural de Bagé, Rodrigo Borba Moglia, explica que o setor teve prejuízos em razão do expressivo volume de chuvas, mas que os preços estão favoráveis para que o produtor se mantenha na atividade de produzir a oleaginosa. “A cultura da soja continua muito positiva como geradora de renda. Mesmo que ainda recente, está consolidada em nossa região” destaca o dirigente que também alerta que, mesmo com a valorização no preço, os insumos, também cotados em dólar, aumentam os custos para produzir. Como existe possibilidade de ocorrência do fenômeno La Niña e, com isso, riscos de déficit hídrico para a região, o tema da irrigação para a soja ganha força.

De acordo o coordenador do simpósio, Ricardo Zuliani, os fenômenos climáticos sempre trazem preocupação para o agricultor, visto que, este ano, houve excesso de chuvas no plantio; porém, em janeiro, houve estiagem, mesmo em um ano chuvoso, o que também auxiliou na queda de produtividade. "A irrigação requer um investimento alto. Há, também, necessidade de que o produtor tenha um local para extrair essa água. É um assunto importante e que precisa ser debatido", ressalta

Reivindicações

O presidente da Associação Rural comenta que uma das reivindicações do setor ao poder público, na safra 2015-2016 – o de melhores condições das estradas do interior para escoamento de grãos– é apenas um dos principais fatores para que o setor consiga manter sua produção. “Nosso papel cabe produzir e sensibilizar os governantes de que o setor agrega valor, sim, à economia de toda a região. Portanto, os prefeitos têm que atentar para isso, para a importância do setor primário. Mas as estradas rurais em condições não são a única necessidade para que o setor permaneça produzindo como está. O trabalhador do campo precisa, hoje, de que, no interior, tenha energia elétrica com qualidade e serviços como sinal de telefonia móvel e internet, enfim, várias questões estruturais que deverão ser notadas pelos governantes”, aponta Moglia.

Números

A diretoria da Rural aproveitou o evento de lançamento do 3º Simpósio Produção de Soja na Região da Campanha para divulgar um balanço elaborado pela Emater/RS-Ascar sobre as perdas na safra de oleaginosa. Em Bagé, confirmou-se a projeção de perdas de 30%. O mesmo número que em Aceguá. Em Hulha Negra, o percentual foi de 19,20%. Lavras do Sul teve 35% de quebra na safra. Já em Candiota, o número chegou a 40%.



Um dos temas que mais gerou polêmica no setor rural desde o ano passado foi a forma com que eram obtidos os resultados para confirmar a presença ou não da doença de mormo em equinos. Criadores e entidades como a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) questionavam a precisão dos testes de maleína que eram realizados conforme norma do Ministério da Agricultura,Pecuária e Abastecimento (Mapa). Muitas autoridades da área da Medicina Veterinária indicavam o teste de western blotting como o meio mais recomendado para identificar ou não a presença de mormo. Com isso, muitos apontavam que a maleína poderia estar dando “falsos positivos”, o que implicaria no sacrifício de animais que não estavam realmente doentes. Porém, o Mapa confirmou, na quarta-feira, que as fitas utilizadas no teste sorológico de western blotting já foram validadas.

A informação foi dada pelo secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Luís Eduardo Rangel, ao coordenador institucional da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado Jerônimo Goergen (PP-RS).

Conforme Rangel, essa técnica tem um nível de precisão mais elevado que o da maleína e os exames estocados poderão revelar os falsos positivos, evitando sacrifícios desnecessários de cavalos. “O secretário nos informou que, num futuro próximo, será possível chegar a um nível de precisão de 99%, através da análise molecular. Esse avanço é fundamental para que possamos conquistar um status sanitário adequado e tranquilizar os criadores, que hoje vivem em um ambiente de muitas incertezas”, destacou Goergen. Ainda segundo Rangel, o Mapa já finalizou a consulta pública que servirá de base para a edição de uma instrução normativa que estabelecerá as diretrizes para a prevenção, controle e erradicação do mormo.

Ao todo, foram recebidas 192 contribuições durante os 30 dias de prazo aberto para recebimento das sugestões. “Será montado um comitê de assessoramento que envolverá a área técnica do Mapa e representantes da sociedade civil. Isso será fundamental para eliminar os gargalos que existem nessa relação entre governo e criadores, como a constante reclamação da falta de informações exatas sobre a divulgação dos laudos e um cronograma preciso de desinterdição de uma propriedade com suspeita de mormo”, explicou.

De acordo com a instrução normativa estudada pelo Mapa, diante de um caso de suspeita de mormo, o serviço veterinário oficial deverá realizar investigação clínica e epidemiológica do caso e nos demais equídeos do estabelecimento; definir as unidades epidemiológicas que serão objeto de medidas sanitárias; se necessário, determinar o isolamento e a interdição das unidades epidemiológicas envolvidas até a conclusão das investigações e submeter os demais animais suspeitos a testes laboratoriais.
 

Os trabalhadores da empresa J.R. Pinheiro Transportes e Construções retornaram às atividades no final da semana passada. Mais de 100 funcionários da terceirizada da Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE) haviam paralisado os serviços pela falta de pagamento da folha do mês de maio. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias da Construção e Mobiliário de Bagé, Nicanor Fara, o valor foi depositado na data anunciada pela empresa após a deflagração da mobilização.
Ação reuniu diversos órgãos de segurança
A 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada encerrou, na quarta-feira, suas atividades de patrulhamento e ocupação de postos de bloqueio e controle de estradas junto à Operação Ágata 11, cuja finalidade foi a de combater ilícitos na faixa de fronteira com o Uruguai.

O comandante militar do Sul, general de exército Edson Leal Pujol, na terça-feira, acompanhou representantes da Polícia Federal, Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, militares e Polícia Civil, em ações realizadas pelo 3º Regimento de Cavalaria Mecanizado em Aceguá.

Na oportunidade, Pujol enfatizou a importância do trabalho "interagências" e o apoio das prefeituras locais, particularmente nas Ações Cívico-Sociais (Acisos), para o êxito da operação Ágata 11. As Acisos foram realizadas pelo 3º Batalhão Logístico (BLog) nos municípios de Pinheiro Machado, Pedras Altas, Bagé e Dom Pedrito.
Praticar atividades físicas é uma forma de prevenir diversas doenças. Pensando nisso, a Prefeitura de Candiota está investindo na instalação de cinco academias ao ar livre, e mais uma destinada ao setor de saúde.

De acordo com o secretário de Planejamento, Alexandre Vedooto, as academias ao ar livre, orçadas em R$ 150 mil, contemplarão cinco bairros: Vila Operária, João Emílio, Seival, Residencial e São Simão. Cada espaço será composto por cinco equipamentos para exercícios e placas com orientações sobre como usar os respectivos aparelhos. Nessa semana, por exemplo, já foi assinada a autorização para o recebimento dos itens, cujo prazo para entrega é de 15 dias.

O projeto conta com recursos do Ministério do Esporte, além de emenda parlamentar do deputado federal Henrique Fontana (PT). Já a academia de saúde tem o valor estimado em R$ 120 mil, com verbas oriundas do Ministério da Saúde, e de emenda parlamentar do deputado federal Alceu Moreira (PMDB).

A obra deve iniciar em março. Tal estrutura, ao contrário das ao ar livre, se concentrará em um prédio de alvenaria que será construído próximo ao Campo Tarumã, em Dario Lassance. Será um espaço comunitário, com um instrutor profissional para auxiliar nas atividades.
Após vários meses de negociação com as empresas terceirizadas que atuam na obra da Usina Termelétrica (UTE) Pampa Sul, construída pela Tractebel, em Seival, no município de Candiota, cerca de mil trabalhadores decidiram paralisar as atividades na manhã de ontem. Os funcionários solicitam aumento do piso salarial e acréscimo no valor da cesta básica.
A data base da categoria é 1º de maio. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Construção de Bagé e Região, Nicanor Fara, esta semana foram realizadas duas reuniões com o sindicato patronal e apresentadas propostas que não foram aceitas pela categoria.
Fara salienta que os sindicalistas estão propondo um piso profissional de R$ 1.450,00, e R$ 1,2 mil para auxiliares, além da cesta básica de R$ 250 e duas horas diárias para quem vive fora de Candiota. 
O sindicalista informa que as empresas ofereceram 10% de aumento geral e R$ 230 na cesta básica. Atualmente, o salário base da categoria é de R$ 1.301,50, dos auxiliares é R$ 1.051,61 e a cesta básica, R$ 180.
Ainda conforme o presidente, hoje deverá ser realizada uma nova rodada de negociações. A proposta deverá ser levada à assembleia, que acontece em frente ao canteiro de obras. "Continuaremos paralisados até chegarmos em um acordo", disse. Para Fara, a Tractebel Energia é responsável pela obra da termelétrica a carvão e deverá cobrar o retorno das terceirizadas, que são mais de 10. 
Contraponto
A Tractebel Energia não irá emitir posição sobre a situação. O argumento é que foi contratado o serviço de uma empresa chinesa para entregar a obra pronta, mas a mesma terceirizou os serviços de outras firmas.
A comissão organizadora do 3º Simpósio Produção de Soja na Região da Campanha detalhou a programação do evento, ontem, aos profissionais de imprensa.
O evento acontece de 4 a 6 de julho, na Associação e Sindicato Rural de Bagé. Entre os destaques desta edição, a participação como palestrante do doutor em Agronomia e professor da Universidade Federal de Viçosa de Minas Gerais, Everardo Mantovani. O profissional vai abordar o tema "Irrigação na cultura da soja", um dos maiores desafios para os produtores da região. A abertura do simpósio vai contar com a presença do economista do Sistema Farsul, Antônio da Luz, que participa pela terceira do evento. Ele vai falar sobre o "Agronegócio como eixo do crescimento e desenvolvimento regional"
O presidente da Associação e Sindicato Rural de Bagé, Rodrigo Móglia, informa que Antônio da Luz fez um estudo sobre a importância da cultura da soja na região e que vai apresentar os dados em primeira mão no simpósio em Bagé. Móglia acrescentou que o economista da Farsul vai publicar esse trabalho. O coordenador geral do 3º Simpósio Produção de Soja na Região da Campanha, Ricardo Zuliani, enalteceu também a presença do doutor em Zootecnia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
O educador vai abordar o tema "Soja & Pecuária: atividades complementares ou integração imprescindível?". "Ele é uma sumidade em nível de Brasil", afirmou Zuliani. Também sobre a presença dos renomados palestrantes, Móglia falou sobre a participação do engenheiro agrônomo João Paulo Sá Dantas, que venceu o concurso de máxima produtividade de soja 2015, promovido pelo Comitê Estratégico Soja Brasil - CESB. Ele vai falar sobre "Manejo de soja de alto rendimento". 
O simpósio vai contar ainda com os palestrantes Gilson Trennepohl, diretor-presidente da Stara, Luiz Gustavo Floss, mestre em Produção Vegetal e consultor da Casa Rural, Rodrigo Schoenfeld, gerente da Estação Experimental do Arroz do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), e Dirceu Gassene, mestre em Agronomia e consultor em boas práticas agrícolas, que participa do evento desde a primeira edição.
Panorama da cultura
Mesmo que a lavoura de soja na região tenha apresentado uma quebra de mais de 30% em função do excesso de chuva nesta safra, o momento é de otimismo em função dos preços favoráveis. "A soja é a cultura mais remuneradora", acentuou Rodrigo Móglia.
O dirigente, assim como os demais integrantes da organização do evento, acredita que, em razão desse cenário favorável e pelo fato da soja ser uma cultura nova na região, o simpósio vai ser um sucesso. Zuliani, lembrou que o público que participa do evento busca informação, justamente pelo fato da cultura ser relativamente nova na região, e, por isso, a entidade procura oferecer palestras com importantes nomes do setor, bem como oficinas técnicas, a fim de congregar todos os perfis: produtores, estudantes, técnicos, empregados de lavoura e empresários.
Evento gratuito
O 3º Simpósio Produção de Soja na Região da Campanha é gratuito e vai acontecer no pavilhão de remates Sylvio da Silva Tavares, no Parque de Exposições Visconde de Ribeiro Magalhães. As inscrições devem ser realizadas no dia e local do evento, e aos que interessarem, será fornecido certificado de participação.
Mais informações podem ser obtidas no site da Associação Rural, www.ruralbage.com.br, pelo telefone (53) 3242-8888 ou pela página do evento no Facebook, https://pt-br.facebook.com/simposiosojabage.
O evento é uma realização da Associação e Sindicato Rural de Bagé e do programa Juntos para Competir, e integra a 78ª etapa do Fórum Permanente do Agronegócio, do Sistema Farsul.
O PSDB de Candiota formalizou a pré-candidatura de Carlos Ernesto Betiollo à prefeitura do município, em atividade realizada no sábado, na sede do partido, em Dario Lassance. Betiollo, que foi prefeito de Pinheiro Machado, chegou a pleitear o cargo na Capital do Carvão, em 2004.
Durante o encontro municipal, os tucanos também deliberaram sobre o plano de governo e propostas de políticas públicas. Com a definição da legenda, a cidade pode ter pelo menos três postulantes ao posto no pleito de outubro, considerando que Adriano Castro deve disputar o Executivo pelo PT e Gildo Feijó pelo PMDB.
O deputado federal Afonso Hamm (PP), único representante da região no Congresso nacional, tornou a defender, durante reunião da Frente Parlamentar Mista em Apoio ao Carvão Mineral e da Associação Brasileira do Carvão Mineral, uma proposta que privilegia a manutenção da indústria carbonífera brasileira, focada na modernização das usinas termelétricas.
Hamm, que é vice-presidente da Frente, propôs a criação de uma legislação exclusiva do carvão mineral, entre Câmara dos Deputados e Senado Federal, que independa do governo. "A elaboração de uma nova política nacional para o carvão mineral possibilitaria a retomada do desenvolvimento do setor, além de garantir a produção de energia e a continuidade das atividades das indústrias carboníferas", afirmou.
Durante o encontro, também foram discutidas alternativas para a modernização da geração de energia a carvão, o que pode beneficiar as usinas de Candiota e Charqueadas. Hamm acredita que, para sensibilizar o governo federal, será necessário uma união entre parlamentares e governadores, especialmente do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, que são os dois maiores produtores do mineral. 
O programa de modernização do parque gerador necessita de um investimento na ordem de cinco bilhões de dólares, o que levaria a uma redução de 25% nos níveis de emissão de gás carbônico pelas usinas, além de manter cerca de 52 mil empregos diretos e fazer girar R$ 12,5 bilhões ao ano na economia da região Sul.


Rede Tchê Farmácias em Pinheiro Machado



Nosso principal objetivo é a satisfação dos nossos clientes. A Rede Tchê Farmácias surgiu da necessidade de unir forças para aumentar a competitividade de pequenos e médios negócios no ramo de medicamentos e perfumarias, trazendo, através da parceria com laboratórios e distribuidores melhores preços e atendimento qualificado.

SERVIÇOS

FARMÁCIA POPULAR


O “Aqui Tem Farmácia Popular” visa a atingir aquela parcela da população que não busca assistência no SUS, mas tem dificuldade para manter tratamento medicamentoso devido ao alto preço dos medicamentos.

LIMPEZA DE PELE E MAQUIAGEM (DEMONSTRAÇÃO)


ESMALTERIA



LINHA BEBÊ





AMPLA PERFUMARIA










PROMOÇÃO COLESTON



Estamos com promoções em algumas cores, visite-nos e confira. A promoção é válida até durarem os estoques.

PROMOÇÃO EM FRALDAS

Confira uma ampla linha em fraldas que estão em promoção na Avena. 


Um novo conceito para deixar você mais bela está conquistando as mulheres de Pinheiro Machado e Região. Com profissionais de primeira linha, o Divas, Salão de Beleza e Outlet é a melhor opção para as mulheres que gostam de glamour e beleza.

Visite o nosso espaço, confira nossos serviços em amplas áreas da beleza como tratamentos capilares, escovas (toda a linha), maquiagem, cortes e o mais conceituado outlet feminino de Pinheiro Machado. 

Estamos bem localizados à Rua Dr Arruda, nº 330. Contamos com um ambiente super aconchegante e muito bem organizado para recepcioná-los.  

JOIAS - SEMI JOIAS - LINGERIES - ROUPAS - PERFUMARIA

SALÃO DE BELEZA








Motoristas contam ter sido alvo de apedrejamento (Foto: Jô Folha - DP)
Ato de vandalismo preocupa condutores de carros particulares e do transporte coletivo que trafegam pela ERS-702, principal via de acesso a Piratini. Há relatos de apedrejamento contra os veículos. Além do dano material, como vidros trincados e lataria avariada, a ação tem poder de colocar em risco a vida das pessoas.
O advogado Gilvan Quevedo, que mora em Pelotas mas possui familiares que residem em Piratini, foi um dos que ficaram no prejuízo. No domingo (12) seu carro foi atingido. Ele retornava para Pelotas com a família, esposa e dois filhos, de 11 e 13 anos, quando por volta das 17h - ele estima em cerca de 20 quilômetros desde a zona urbana do município - ouviu um estouro “muito forte” no lado do carona.
Sem saber de episódios anteriores, pensou que pudesse ser alguma pedra solta na via. Não deu importância. Durante a semana, no entanto, ouviu relatos de casos similares. Domingo passado, ao lavar o carro, teve certeza de que também fora alvo ao se deparar com a avaria provocada pelo apedrejamento: um amassado que quase perfurou a lataria, próximo ao retrovisor do carona, a poucos centímetros do para-brisa. “Não registrei ocorrência porque não moro lá [Piratini], se a pedra tivesse atingido o para-brisa não sei o que poderia acontecer”, disse.
Um dos ônibus da empresa GP Transportes e Turismo também registra caso semelhante. Sexta-feira passada, quando o veículo transitava pela ERS-702, altura do 5º Distrito de Piratini, uma pedra atingiu um vidro lateral, onde estava um passageiro. O motorista trafegou mais uns metros até parar para checar o que havia acontecido. “O vidro lateral já estava esfarelando”, disse Raí Damasceno, funcionário da empresa. Prejuízo, segundo ele, de R$ 1,7 mil. A ocorrência está registrada na Delegacia de Polícia. Esta e mais uma sobre o mesmo caso. Mas, pelas contas de Damasceno, outras sete pessoas, incluindo o advogado Gilvan Quevedo, tiveram seus carros atingidos por pedras na rodovia. Para Raí Damasceno, o ato é de vandalismo. Ele não acredita que seja uma tática para obrigar o condutor a parar e então praticar um assalto: “Sei de um caso que o motorista parou na hora, desceu, verificou, depois entrou no carro normalmente, sem nada ter acontecido, só a pedra”.
Medida
Policiais de Piratini concordam com Damasceno. A BM mesmo não dispõe de registro do fato. O delegado Osmar dos Anjos, que responde pela DP do município, diz que é fato isolado. Mas é exatamente para “evitar coisa mais séria” que ele vai ouvir os envolvidos na tentativa de chegar à autoria.